Estados Unidos

Estados Unidos – Vistos de não Emigrante

Os vistos de não imigrante são obrigatórios para quem viaja para os Estados Unidos e não se qualifica para o Programa de Isenção de Vistos . Os vistos de não imigrante servem para visitas de turismo, negócios, trabalho ou estudo.

Tipos de Visto Descrição
A-1/A-2 Diplomatas e Representantes de Governos Estrangeiros
A-3 Empregadas domésticas dos titulares de vistos A1 ou A2
B-1/B-2 Visitantes em negócios ou turismo e algumas empregadas domésticas
C-1 Em trânsito nos Estados Unidos da América
C-1/D Tripulantes de companhias aéreas ou marítimas
F-1/M-1 Estudantes: académicos ou vocacionais
G-1/G-4 Funcionários de organizações internacionais
G-5 Empregadas domésticas dos titulares de vistos G1 a G4
H-1/H-3 Vistos com base em contrato de trabalho incluindo vistos de estagiários H3
L-1 Vistos de trabalho para transferência entre empresas
I Vistos para jornalistas e órgãos de comunicação social
J-1 Visitantes de intercâmbio, académicos, au-pair e estagiários
NATO-1/6 Militares estrangeiros em serviço nos EUA
NATO-7 Vistos de empregadas domésticas de titulares de vistos NATO1 a 6
O-1/2 ou P-1/3 Vistos para pessoas com capacidades extraordinárias em Ciência, Arte, Educação, Profissionais ou Atletas das indústrias de entretenimento
R-1 Vistos para titulares de cargos religiosos

Informação adicional relativa a Vistos de Estudantes (F1ou M1):

  • O estudante tem que ser admitido numa escola dos Estados Unidos antes de solicitar o visto.
  • A escola tem que emitir ao estudante o formulário designado de “I-20” – Certificado de Elegibilidade.
  • A instituição educacional sponsor (patrocinador) tem que registar o aluno no sistema SEVIS.
  • O estudante tem que provar que possui fundos suficientes para cobrir os custos previstos para os estudos nos Estados Unidos.
  • Os estudantes que desejem estar matriculados em escolas públicas americanas terão que apresentar comprovativo de que já pagaram as propinas. A lei vigente apenas permite a frequência de um ano em escola pública.
  • PARA A ENTREVISTA DEVERÁ TRAZER: o documento original do formulário “I-20” e ainda comprovativo do pagamento do SEVIS.

Informação adicional relativa a Vistos de Negócios (B1) e Turismo (B2):

  • Os titulares de vistos B1/B2 com múltiplas entradas, válidos, emitidos num passaporte que entretanto tenha expirado, podem continuar a fazer uso do visto desde que, juntamente, apresentem um outro passaporte válido, da mesma nacionalidade e com o nome igual ao que consta no passaporte expirado.
  • A Secção de Vistos adverte os viajantes de que não devem comprar passagens para os Estados Unidos sem que lhes tenha sido emitido um visto.

Informação adicional relativa a Vistos de Tripulantes C1/D:

  • Os requerentes devem levar uma carta de empego a entrevista.
  • Os requerentes de visto de tripulante devem pedir a entidade paternal que envie via fax.

Informação adicional relativa a Vistos de Trabalho Temporário (H) (L):

  • Todos os vistos de trabalho temporário são para trabalhos específicos nos Estados Unidos e requerem prévia oferta de emprego.
  • Titulares de vistos de trabalho não podem mudar de empregador sem a prévia aprovação do Department of Homeland Security (DHS).
  • Aos empregadores que solicitem a aprovação duma petição H1b ou L1 será cobrado um emolumento adicional de 500 dólares a ser pago nos Estados Unidos.
  • Será cobrado um emolumento adicional de 500 dólares ao requerente que solicite a aprovação dum visto Blanket L. Este valor deverá ser pago em dinheiro ou Cartão Visa, no Consulado onde solicitar o visto.

Informação adicional relativa a Vistos de Visitantes de Intercâmbio (J1)

  • O visitante de intercâmbio tem de obter da parte do sponsor(patrocinador) um formulário designado por DS-2019 devendo submetê-lo aquando do preenchimento da aplicação feita online.
  • O sponsor (patrocinador) tem de fazer o registo electrónico do visitante de intercâmbio no sistema SEVIS.

Para mais informações queira aceder a: http://travel.state.gov/visa/visa_1750.html ou contacte a Embaixada Americana em Portugal.

Estados Unidos – Programa de Isenção de Vistos

O Programa de Isenção de Vistos permite que aos cidadãos de certos países viajar aos Estados Unidos em turismo ou negócios sem visto desde que a permanência no país seja igual ou inferior a 90 dias. Qualificando-se para viajar no programa de isenção de vistos tem que completar a Autorização Electrónica de Viagem designada de ESTA*.

Poderá viajar ao abrigo do Programa de Isenção de Vistos se:

– For cidadão de um dos países indicados: Portugal, Andorra, Austrália, Áustria, Bélgica, Brunei, Dinamarca, Estónia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Islândia, Irlanda, Itália, Japão, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Mónaco, Holanda, Nova Zelândia, Noruega, San Marino, Singapura, Eslováquia, Eslovénia, Coreia do Sul, Espanha, Suécia, Suíça, Formosa ou Reino Unido.

– Pensa ficar nos Estados Unidos não mais do que 90 dias.

– Vai viajar temporariamente em negócios, turismo ou tratamento médico.

– Tiver obtido a autorização de viagem ESTA antes da partida para os Estados Unidos.

– For titular de um bilhete de ida e volta. Se o bilhete que possuir tiver como destino o Canada, México, Bermuda ou alguma das ilhas das Caraíbas só pode viajar sem visto se for residente num destes países.

– Se viajar para o Canadá, México, Bermudas ou alguma das ilhas das Caraíbas tem que o fazer dentro dos 90 dias.

– O passaporte reune todos os requisitos para o Programa de Isenção de Vistos. Qualquer passaporte português válido e emitido desde de 2001 reúne os requisitos.

– A companhia aérea ou marítima participe no Programa de Isenção de Vistos.

– Não pode nunca estender o seu período de estadia.

– Não pode aceitar trabalho remunerado ou não remunerado.

– Não pode fazer uma mudança de estatuto.

Não se qualifica para viajar ao abrigo do Programa de Isenção de Vistos se:

– Pensa estudar.

– Pensa permanecer nos Estados Unidos por mais de 90 dias.

-Tem antecedentes criminais.

– Tem alguma doença infecto-contagiosa como por exemplo tuberculose.

– Se lhe tiver sido recusado um visto, tiver sido deportado/a ou lhe tiver sido recusada a entrada nos Estados Unidos.

Se reunir todos os requisitos acima indicados para o Programa de Isenção de Vistos, NÃO necessita solicitar visto.