China

Tibete – Vistos

Por que os estrangeiros devem solicitar a “Carta de aprovação de viagem ao Tibete”?

Tendo em vista as tradições étnicas únicas, as necessidades de herança cultural e a proteção ambiental no Tibete, bem como a situação do tráfico, as instalações de serviço turístico e a capacidade de recepção da região, o governo chinês exige que todos os turistas estrangeiros (não chineses), de Taiwan e do povo chinês estrangeiro (sem incluir residentes de Hong Kong e Macau SAR com passaportes chineses SAR ou permissões de regresso ao lar) solicitem a “carta de aprovação de viagem ao Tibete para turistas estrangeiros”, emitida pelo TTB (Tibet Tourism Bureau) antes de viajar ao Tibete. Jornalistas estrangeiros e diplomatas não têm permissão de entrar no Tibete como turistas.

Quem deve solicitar a “Carta de aprovação de viagem ao Tibete”?

Cidadãos não chineses que possuem carteira de identidade – turistas de Taiwan
Portadores de passaportes não chineses – portadores de passaportes estrangeiros

Observação: Membros do povo chinês que moram fora do país também devem solicitar a “Carta de aprovação de viagem ao Tibete”, caso possuam passaportes não chineses.

Observação: Compatriotas de Hong Kong e Macau não precisam mais apresentar uma “Carta de aprovação de viagem ao Tibete” ao viajar para o Tibete. Turistas de Hong Kong e Macau com passaportes chineses SAR, permissões de retorno ao lar (emitidas antes de 1988 e válidas por 10 anos) ou permissões de viagem ao continente para residentes de Hong Kong e Macau podem viajar ao Tibete.

Informações importantes aos estrangeiros que viajam para o Tibete
De acordo com a Administração de Turismo Nacional, os turistas estrangeiros, de Taiwan e chineses não residentes na China (não incluindo residentes de Hong Kong e Macau SAR com passaportes chineses SAR ou permissões de retorno ao lar) não têm permissão de viajar de forma independente ao Tibete. As viagens devem ser organizadas e planejadas em grupos, independentemente do número de turistas.

Grupos de turistas estrangeiros podem solicitar que agentes de viagem peçam a “Carta de aprovação de viagem ao Tibete” ao TTB e seus escritórios em várias regiões. O TTB tem escritórios em Pequim, Xangai, Chengdu e Golmud, e todos eles lidam com solicitações de turistas estrangeiros individuais que desejam viajar ao Tibete.

Como solicitar a “Carta de aprovação de viagem ao Tibete”?
Solicitação de um visto chinês: turistas estrangeiros devem obter um visto chinês na Embaixada da China ou Consulado chinês no local em que trabalham ou residem, com exceção dos que residem em países com acordos de isenção de visto com a China.

Solicitação da “Carta de aprovação de viagem ao Tibete”: turistas estrangeiros devem enviar informações básicas de identificação (incluindo nome, nacionalidade, idade, sexo, ocupação e número do passaporte), rota e ponto de entrada, tempo aproximado de viagem, intenções de viagem, informações de contato telefônico e outras aos escritórios do TTB designados. Isso pode ser feito diretamente ou por meio de agências de viagem. É necessário enviar por fax para o TTB uma cópia do visto chinês e da primeira página do passaporte do turista. Os turistas devem receber confirmação para viajar ao Tibete em dois a quatro dias.

A “Carta de aprovação de viagem ao Tibete” geralmente é emitida mediante o recebimento das cópias do visto e do passaporte do turista. A verificação e a aprovação da carta são feitas em três dias úteis. Tendo em vista as questões relacionadas à viagem, como bilhetes aéreos, hotéis, guias e veículos, sugere-se que os turistas iniciem o procedimento de solicitação o quanto antes, a fim de confirmarem informações sobre rota, tempo e local de viagem no Tibete.

China – Visto de Jornalista

Visto de Jornalista – Visto J
J1- Emitido para jornalistas enviados pelo trabalho permanente nas organizações noticiosas estrangeiras estacionadas na China.
J2- Emitido para jornalistas estrangeiros que pretendem ir à China pela cobertura de notícias em curto prazo.

É necessário:
A. Preencher devidamente o formulário;
B. Passaporte com validade de pelo menos 6 meses além de validade de visto pretendida;
C. Fotocópia da folha de identificação do passaporte;
D. Uma fotografia original actualizada;
E. Declaração da entidade patronal comprovativa da profissão timbrada, carimbada e assinada;
F. Carta de convite da parceria da China e carta de convite oficial emitida pelo órgão governamental de cada província da China. Se não tiver o convite oficial a nossa secção de vistos tem de o solicitar á China, como tal, o visto poderá demorar mais de 1 semana;
G. Os cidadãos que não sejam Portugueses mas que pertençam á União Europeia pecisam de apresentar autorização de residência em Portugal emitido pelo S.E.F. ou atestado de residência emitido pela Junta de Freguesia ou registo do cidadão Europeu emitido pela Câmara Municipal;
Um cidadão estrangeiro, fora da União Europeia, precisa de apresentar autorização de residência em Portugal emitido pelo S.E.F. .
H. Antes de solicitar o visto, os candidatos devem contactar a secção consular da embaixada da China;
I. Para o visto J1 concedemos 1 entrada, atenção:É obrigatório pedir título de residência na Segurança Pública local dentro de 30 dias após a entrada na China; para o visto J2 concedemos 1 entrada ou 2 entradas; a emissão do visto, tipo de visto, número de entradas, validade e duração de cada entrada dependerá da decisão dos Oficiais Consulares.
J. Se necessário, o oficial consular poderá exigir que o requerente apresente outros documentos.

China – Visto de Tripulante

Visto de Tripulante – Visto C
É necessário:
A. Preencher devidamente o formulário;
B. Passaporte com validade de pelo menos 6 meses além de validade de visto pretendida;
C. Fotocópia da folha de identificação do passaporte;
D. Uma fotografia original actualizada;
E. Declaração da entidade patronal comprovativa da profissão, timbrada carimbada e assinada e a explicar os detalhes da viagem (voos);
F. Os cidadãos que não sejam Portugueses mas que pertençam á União Europeia pecisam de apresentar autorização de residência em Portugal emitido pelo S.E.F. ou atestado de residência emitido pela Junta de Freguesia ou registo do cidadão Europeu emitido pela Câmara Municipal;
Um cidadão estrangeiro, fora da União Europeia, precisa de apresentar autorização de residência em Portugal emitido pelo S.E.F. .
G. Para este tipo de visto concedemos 1 entrada ou 2 entradas; a emissão do visto, tipo de visto, número de entradas, validade e duração de cada entrada dependerá da decisão dos Oficiais Consulares.
H. Se necessário, o oficial consular poderá exigir que o requerente apresente outros documentos.

China – Visto de Trânsito

Visto de Trânsito – Visto G
É necessário:
A. Preencher devidamente o formulário;
B. Passaporte com validade de pelo menos 6 meses além de validade de visto pretendida;
C. Fotocópia da folha de identificação do passaporte;
D. Uma fotografia original actualizada;
E. Declaração da entidade patronal comprovativa da profissão, timbrada carimbada e assinada. No caso de ser Trabalhador Independente ou desempregado (ou doméstica): declaração a explicar o seu tipo de profissão e qual é, o motivo da viagem e deverá também juntar o saldo bancário; no caso de ser Reformado: deverá apresentar o cartão de pensionista; no caso de ser Estudante: deverá apresentar o cartão de estudante; no caso de ser menor: deverá apresentar cópia do cartão do cidadão ou do bilhete de identidade;
F. Reserva de voo de ida e volta;
G. Visto válido do País de Destino;
H. Os cidadãos que não sejam Portugueses mas que pertençam á União Europeia pecisam de apresentar autorização de residência em Portugal emitido pelo S.E.F. ou atestado de residência emitido pela Junta de Freguesia ou registo do cidadão Europeu emitido pela Câmara Municipal;
Um cidadão estrangeiro, fora da União Europeia, precisa de apresentar autorização de residência em Portugal emitido pelo S.E.F. .
I. Se necessário, o oficial consular poderá exigir que o requerente apresente outros documentos.

China – Visto Diplomático

Visto Diplomático – Visto A
É necessário:
A. Preencher devidamente o formulário;
B. Passaporte Diplomático com validade de pelo menos 6 meses além de validade de visto pretendida;
C. Fotocópia da folha de identificação do passaporte;
D. Uma fotografia original actualizada;
E. Nota Oficial de Orgão Diplomático Português;
F.Os cidadãos que não sejam Portugueses mas que pertençam á União Europeia pecisam de apresentar autorização de residência em Portugal emitido pelo S.E.F. ou atestado de residência emitido pela Junta de Freguesia ou registo do cidadão Europeu emitido pela Câmara Municipal;
Um cidadão estrangeiro, fora da União Europeia, precisa de apresentar autorização de residência em Portugal emitido pelo S.E.F. .
G. Se necessário, o oficial consular poderá exigir que o requerente apresente outros documentos.